Pular para o conteúdo principal
blockchain logistica
Por Arthur Sauvage
on 15 Feb 2019 5:00 AM

Com o aumento do preço do bitcoin, não passa um dia sem ouvir a palavra “blockchain”. No entanto, você sabe exatamente o que está se escondendo por trás do conceito e as possíveis vantagens para o setor de Supply Chain? Continue lendo enquanto deciframos essa nova tendência de tecnologia tendo em vista o modo SaaS.

 

A tecnologia Blockchain traz muitas vantagens…

De acordo com a Blockchain France, “blockchain é uma tecnologia transparente e segura para armazenar e transferir dados sem um administrador central”. Ela permite criar e compartilhar bancos de dados entre vários usuários com base nos princípios básicos de transparência, segurança e descentralização.

A aplicação mais popular da blockchain hoje é o bitcoin, a famosa moeda virtual (ou criptomoeda) criada em 2009, que pode ser comprada on-line em troca de outras moedas. além das criptomoedas, as blockchains oferecem ao setor de Supply Chain várias possibilidades.


Leia também: Supply Chain: uma visão profunda da blockchain


Com base no princípio da transparência, garantem a rastreabilidade das operações ao longo de toda a cadeia de produção. Ao conectar-se a uma blockchain, cada usuário (cliente, fornecedor, administrador, etc.) pode acessar as informações necessárias dentro de um contexto de total confiança entre as partes.

Mas como é essa atmosfera de confiança criada? O acesso é seguro e limitado com base nos perfis dos usuários, e os próprios usuários da blockchain validam e autorizam os dados que eles trocam. Neste contexto, blockchains exigem menos controles do que um sistema de TI no modo SaaS que armazena dados em cloud centralizado.

Como as blockchains permitem que todos os usuários acessem as informações, não há necessidade de auditorias. Além disso, como os dados são descentralizados, as blockchains não precisam de servidores e não geram custos de infraestrutura.

 

…mas ainda não cumpre todas as suas promessas para a Supply Chain

Com aplicações em modo SaaS que armazenam informações compartilhadas em cloud, o poder das instalações deve ser proporcional ao número de usuários. Graças à blockchain, este problema é resolvido, em teoria, porque os dados não são mais gerenciados de forma centralizada.

No entanto, se dermos uma olhada na plataforma Ethereum, lançada em 2015 para o desenvolvimento de aplicações descentralizadas, vemos que a blockchain pode trabalhar mais lentamente quando há uma sobrecarga. Considerado como a blockchain mais promissora após o bitcoin, o Ethereum ainda precisa enfrentar problemas de escalabilidade para lidar com aumentos de carga e manter o desempenho mesmo em tempos de alta demanda.

Depois de uma primeira onda de melhorias iniciais, os desenvolvedores da blockchain ainda estão trabalhando em atualizações (chamadas "forks") que são capazes de lidar com volumes maiores de transações simultâneas. Os soft forks são pequenas alterações, enquanto os hard forks são mudanças importantes que transformam a blockchain inteira e podem ter um grande impacto em todo o ecossistema que ela usa. Portanto, implementar uma blockchain antes que ela esteja madura e estável pode ser arriscado.

 

SaaS: a melhor solução para a Supply Chain

Embora a blockchain nos permita ignorar o hardware, ela ainda é imatura e seu uso não é generalizado o suficiente para que seja implementada corretamente. Em outras palavras: ninguém quer trabalhar com uma empresa equipada com uma blockchain se a tecnologia não for mais amplamente implementada. No entanto, a confiança criada pelo princípio da transparência nas blockchains oferece possibilidades interessantes - especialmente para a supply chain alimentícia – e pode ser uma área importante para o desenvolvimento.

Hoje, as aplicações em modo SaaS continuam sendo a opção mais confiável para a Supply Chain. Essa tecnologia se adapta perfeitamente aos requisitos de soluções de gerenciamento de armazém ((WMS) e transporte ((TMS). Para garantir uma transição para o SaaS, é do interesse dos usuários de software licenciado optar por uma solução baseada em cloud. Caso contrário, eles correm o risco de serem restritos em sua transformação digital se suas soluções não forem capazes de fazer a transição para a tecnologia blockchain.


Sobre o mesmo assunto: As 8 vantagens da migração de EDI SaaS

 

Hoje, a blockchain é utilizada para o armazenamento descentralizado de arquivos, o compartilhamento de espaço no disco rígido e o pagamento com criptomoedas - uma tecnologia do futuro que não está bem implantada, mas cujas aplicações iniciais na Supply Chain estão emergindo. Antes de mergulhar na tecnologia blockchain, o primeiro passo é mudar para o modo SaaS e começar a se preparar para o futuro. Quer saber mais? Entre em contato com os especialistas da Generix Group agora!

 

Contactez les experts Supply Chain Generix Group

 

Source image à la Une : Wikimedia Commons – Davidstankiewicz