A inteligência artificial e o setor de logística: benefícios claros

Publicado em 10 Março 2022

beneficios-inteligencia-artificial-setor-logistica
generix_group
Escrito
por
Generix Group
Categorias
Supply Chain
Tendências

À medida que a situação global da saúde impulsiona um boom sem precedentes no e-commerce, 50% das organizações da supply chain investirão em tecnologias que suportam inteligência artificial (IA) e recursos de análise avançadas até 2024, de acordo com o Gartner. Mas como a inteligência artificial é uma aliada essencial para otimizar a operação e gestão do armazém inteligente?

Os players da supply chain se deparam com reduções de margem que exigem tanto a melhoria constante de seu desempenho (por exemplo, redução dos prazos de entrega para aumentar a satisfação do cliente) quanto a otimização de seus custos (metros quadrados, pessoal, transporte), a fim de proteger sua rentabilidade. A inteligência artificial permite assumir a liderança e tirar proveito dessas restrições!


Antes de tudo, lembre-se de que a IA é muito mais do que uma simples automação. Se este último é essencial para o bom funcionamento de um armazém hoje, já está bem presente entre os principais players logísticos globais, em particular através de RPA1 e dos robôs. A IA vai muito além: combinando um poder computacional significativo e a capacidade de aprender constantemente, ela pode processar volumes vertiginosos de dados para extrair informações essenciais para suas atividades. Ao melhorar por si só o seu desempenho e a qualidade das suas previsões, ela permite gerir o armazém em tempo real e até um passo à frente. Aqui estão 5 aspectos que fazem da inteligência artificial uma ferramenta indispensável para você:

1. IA e gestão dos estoques: para uma melhor capacidade de resposta

Os armazéns conectados aos softwares de venda de seus clientes já sabem antecipar a separação do pedido e podem iniciar o picking assim que o cartão bancário for debitado. A partir de agora, graças à inteligência artificial, será possível ler tendências recorrentes (picos de atividade com tal cliente) e sinais fracos (retorno ao escritório em tal país após um longo período de teletrabalho) para identificar as referências que serão as mais solicitadas e assim reduzir os prazos de entrega, evitando o excesso de estoque. A análise dos dados históricos de vendas por família de artigos pode assim permitir obter melhores aprovisionamentos, mas também gerir melhor a disposição física dos estoques, uma vez recebidos. Essa capacidade de resposta é fundamental para fortalecer as parcerias com os clientes.

2. IA e preparação de pedidos: para otimizar as rotas

A IA permite organizar de forma inteligente o picking, bem como os percursos dos robôs até o preparador, e também fornece uma valiosa assistência na tomada de decisões sobre a melhor forma de dispor as caixas no palete, com o objetivo de reduzir os custos e a pegada ambiental.

 3. IA e transporte: para maximizar o carregamento dos caminhões

Quer se trate de circuitos de coleta e rodadas de entrega, do tempo estimado de chegada dos pacotes, da escolha dos prestadores de transporte ou manutenção preditiva de veículos, a inteligência artificial é capaz de analisar os dados passados ​​para propor as combinações mais eficientes.

 4. IA e Gestão de recursos humanos: alocar melhor os funcionários

Sempre com base no histórico e correlacionando os dados entre si, a IA fornece informações valiosas sobre o número de operadores necessários, principalmente nos períodos de pico de carga. Ela permite, portanto, otimizar o recurso, mas também a alocação de funcionários e possíveis recursos humanos adicionais às funções e setores apropriados.

5. IA e supply chain: para coordenar melhor os fluxos

Além de melhorar cada uma das etapas abaixo, a grande força da inteligência artificial, sem dúvida, está em sua capacidade de coordenar fluxos nas diferentes etapas e fornecer uma visão global e em tempo real do armazém. Portanto, ela desempenha o papel de “condutor de orquestra” do armazém para garantir que, do início ao fim, a sua organização cumpra os seus requisitos de desempenho, mas também com suas restrições regulamentares (rastreabilidade dos fluxos) e sanitárias (limpeza dos paletes).

A inteligência artificial deve ser capaz de contar com dados confiáveis ​​para melhorar a gestão dos processos de tomada de decisão. O primeiro passo é, portanto, organizar a coleta inteligente, a limpeza sistemática e o armazenamento seguro de seus dados.


Convencido? Por onde começar então, para elevar seus sites de logística ao nível de expectativa hoje e amanhã?
A Generix Group acompanha você em seus projetos de digitalização da supply chain, entre em contato conosco!

 

1 Automação Robótica de Processos
Outras fontes: Gartner, janeiro de 2021