e-Commerce: O novo desafio imperativo do setor da moda

Publicado em 25 Agosto 2020

e.commerce reto sector moda
Fernando Hurtado
Fernando
Hurtado
Territory Sales Manager Supply Chain Solutions
Categorias
Varejo
E-commerce
Tendências
Supply Chain
  • As marcas com suas ferramentas de comércio online já desenvolvidas foram capazes de aliviar a situação de crise do coronavírus e abrir a oportunidade de crescimento.

  • Os cuidados sanitários nas lojas ajudarão o e-commerce a se consolidar como um canal fundamental para o setor de moda.

A crise do coronavírus acelerou muitas mudanças já iniciadas e a do comércio eletrônico foi uma das mais notórias e evidentes. Na verdade, os meses de confinamento determinarão, sem dúvida, um antes e um depois no e-commerce.

O canal online veio para ficar

A mudança atingiu todos os setores e a moda não poderia ser exceção. A eclosão da crise encontrou uma parte das marcas e varejistas com suas ferramentas de resposta ao comércio online já desenvolvidas em maior ou menor grau, o que lhes permitiu mitigar as grandes perdas que o fechamento de lojas físicas acarretou. Em alguns casos, como o da gigante Inditex, que possui marcas como Zara, suas vendas no e-commerce cresceram 50% nos primeiros meses de 2020, atingindo um crescimento de até 95% em abril. Na verdade, sua aposta estratégica neste momento é que seu negócio online passe de 14% para 25%.

No entanto, também houve muitos vendedores e marcas sem um canal de distribuição online ou com canais muito subdesenvolvidos que, depois de terem sido atingidos com força, agora sabem que não faz muito sentido ficar como estavam, mesmo que a "normalidade" volte. Por isso, a prioridade agora é promover suas plataformas de e-commerce e adaptar o armazém para conciliar as lojas físicas com o comércio online para, o quanto antes, amenizar os dois legados que a pandemia nos deixou: estoques e falta de liquidez. Quem não começa a implementar soluções agora para dar uma resposta eficaz ao seu canal online, sabe que até ao final deste ano de 2020 não estará 100%.

As dificuldades previsíveis que as medidas de precaução sanitária acarretarão para a venda nas lojas certamente não deterão aqueles tipos de consumidores para quem a compra tem um componente lúdico, mas, claro, direcionarão muitos outros segmentos do público para a compra online, que ajudará o e-commerce a se consolidar como um canal fundamental para o setor de moda.

Adapte-se para reduzir devoluções das compras online

Na verdade, as próprias lojas físicas tenderão a ver o seu conceito modificado, integrando-se também nas vendas online, muito possivelmente como micro plataformas de distribuição. Sem dúvida, o conceito de showroom também vai crescer, onde o comprador conhece e experimenta amostras de roupas que depois serão enviadas diretamente do armazém para a sua casa através do canal de vendas online.

Um problema específico do setor de moda no e-commerce são as devoluções. A logística reversa é sempre difícil em qualquer tipo de produto e é um burro de carga para a moda. São operações complexas e caras que imobilizam o produto e não agregam valor. A consultoria KPMG destaca que cerca de 25% dos produtos ou serviços adquiridos online são devolvidos e esse percentual sobe para 30% no setor de moda. O volume é alto e há empresas que possuem armazéns dedicados exclusivamente às devoluções. A devolução gratuita online é uma faca de dois gumes porque, ao mesmo tempo que estimula a compra, gera uma logística reversa complicada de administrar. No entanto, atender a essa necessidade é um aspecto incontornável em qualquer plataforma de e-commerce e soluções tecnológicas como o Generix WMS tornam-se ferramentas essenciais para poder gerenciar as devoluções de forma eficiente e evitar que prejudiquem a lucratividade do sistema como um todo.

Alguns fabricantes, como Adolfo Domínguez, optaram por um serviço de assinatura, apoiado em inteligência artificial e com assistentes de vendas e estilo através do qual tentam transferir a experiência de compra na loja para o comprador online, com fidelização e redução das devoluções.

Recursos
Show less resources
ficha_de_produto_generix_wms
- 01/08/2018
Ficha de produto Generix WMS

Indústrias, operadores logísticos, atacadistas ou varejistas, seja qual for o tamanho do seus armazéns,  reduzir o custo de suas operações logísticas é fundamental para rentabilidade.

Saiba mais
ag-sce-guia-absoluto-wms-gartner-br-2
- 25/03/2020
Guia Absoluto WMS - Gestão de Armazém

Com a evolução de suas tarefas, a visão do armazém mudou drasticamente nos últimos anos.

Saiba mais
Mostrar todos os recursos