[Dossiê] 12 Pontos a Considerar Ao Escolher Um Fornecedor de Faturamento Eletrônico

Publicado em 13 Novembro 2018

E-Invoicing-Digital_Confidence-Generix_Group
christophe_viry
VIRY
Christophe
Product Marketing Manager chez Generix Group
Categorias
B2B integration
E-invoicing
Digital transformation

Depois de analisar o estado atual do mercado de faturas eletrônicas, bem como várias boas razões para qualquer empresa considerar a possibilidade de mudar seus provedores de faturas eletrônicas, agora analisaremos os 12 critérios diferentes que qualquer empresa deve considerar ao escolher um novo fornecedor. Se puder dizer sim a cada um dos critérios abaixo, você terá a certeza de ter encontrado um fornecedor substituto robusto, flexível e inovador para o seu sistema de faturamento eletrônico existente.  

 

Siga-nos

1- Posição competitiva e experiência 

Em primeiro lugar, é muito importante analisar a posição geral de uma empresa no setor. Para fazer isso: avalie sua impressão geral do provedor,  observe como eles se promovem em termos de liderança, aprofundem seus conhecimentos em TI, negócios e conformidade e, finalmente, observem como eles realmente estão envolvidos no mercado. 

2- Tamanho da rede 

Quantos clientes de longa data uma empresa possui e eles podem fornecer estudos de caso e referências para contato? Como sua interconexão global se parece e qual é a política de interoperabilidade? Verifique as histórias de sucesso da empresa e veja se elas são capazes de fornecer cobertura global

3- Durabilidade e longevidade da empresa 

É importante escolher um fornecedor que esteja investindo em seu produto, e quem ficará por perto a longo prazo. Ninguém quer investir em uma solução que se torne obsoleta em menos tempo do que o necessário para obter um ROI! Analise a saúde financeira da empresa e a importância que eles dão à solução de faturamento eletrônico

4- Funcionalidades do produto 

Se você pretende investir em uma nova solução, precisa ter certeza de que o produto pode se adaptar a um negócio em crescimento. Pode ser integrado em uma plataforma multi-canal? Pode se adaptar aos processos e ao fluxo de sua empresa? Você pode aproveitar ao máximo todas as funcionalidades disponíveis e, portanto, criar valor comercial para você? 

5- Compliance 

Além de fornecer confiança digital, sua nova solução de faturamento eletrônico também deve estar em conformidade com os requisitos de segurança digital existentes, além de fornecer uma certificação de qualidade aceita. Devido a grandes mudanças no processamento de documentação eletrônica em muitos países, você quer ter certeza de que seu produto está em conformidade com a lei. 

6- Normas de manutenção 

Sempre verifique se uma empresa fornece um contrato de manutenção e suporte e se você tem uma equipe de suporte dedicada que entenda sua configuração e possa ajudar facilmente com quaisquer atualizações ou problemas. 

7- Capacidade de implantação 

Um excelente fornecedor trabalhará junto com você em um plano de implantação detalhado, bem como garantirá que toda a metodologia de treinamento e as plataformas de inscrição necessárias sejam disponibilizadas. 

8- Cobertura internacional 

A cobertura internacional deve ser uma obrigação para todas as soluções de faturamento eletrônico e cada provedor deve ser capaz de mostrar como seu sistema pode ser integrado em um negócio global e multicanal. Você também deve verificar as certificações internacionais. Idealmente, você também deve se referir a estudos de caso de clientes com uma configuração de negócios semelhante à sua. 

9- Compromisso de SLA 

Qual a disponibilidade de um provedor durante o horário comercial e fora do horário comercial? Eles cuidarão das alterações e atualizações do sistema, bem como da manutenção? Eles fornecerão serviços de gerenciamento de riscot

10- Maturidade do SaaS 

É sempre bom analisar os recursos de SaaS de uma empresa e sua capacidade de integração com outras soluções. Eles oferecem outros produtos que funcionam perfeitamente juntos através de uma plataforma? Sua solução resistirá ao teste do tempo? 

11- Qualidade do contrato 

Um bom provedor de faturamento eletrônico deve ser capaz de redigir um contrato robusto que cubra os SLAs acordados, quaisquer acordos de suporte e manutenção, bem como estruturas de preços. Também é importante ter uma política de cancelamento completa que funcione para ambas as partes. 

12- Preços 

Este último requisito é provavelmente o que fará ou quebrará um acordo. É sempre necessário revisar os níveis de preços de uma empresa e garantir que a estrutura de preços seja clara e que os procedimentos de faturamento possam gerenciar os horários de pico e fora de pico dos negócios. A beleza das soluções SaaS é que elas podem ser cobradas no uso, algo que muitas empresas devem aproveitar. 

 

Mudar de fornecedor de fatura eletrônica não é uma questão pequena, e esses critérios acabarão por ajudar a garantir a escolha certa para o seu negócio. É importante lembrar o quão rápido o mercado está se movendo, e que seus negócios e software precisam ser capazes de se adaptar a essas mudanças constantes ao longo do tempo. 

Para mais informações sobre como o mercado de faturas eletrônicas está evoluindo, você pode conferir nosso artigo anterior sobre o assunto Para mais informações sobre como o mercado de faturas eletrônicas está evoluindo, você pode conferir nosso artigo anterior sobre o assunto. Você também pode ler nosso artigo sobre as oito boas razões que devem obrigá-lo a mudar os provedores de faturas eletrônicas