PARTILHA DE TRANSPORTE - UM GRANDE PASSO PARA OS 3PL

Published on 5 Setembro 2019

partilha_de_transporte_3PL
arelien_henry
HENRY
Aurélien
Customer Success Manager na Generix Group
Categorias
Supply Chain

Num contexto de profundas mudanças, a Supply Chain enfrenta novos desafios económicos e ambientais. Como podemos continuar a responder às necessidades cada vez mais específicas dos consumidores, reduzindo custos e respeitando os standards de emissão de gases e efeitos estufa? Destacamos uma solução: a partilha de transporte. Quais as vantagens e os desafios que o transporte partilhado implica para os 3PLs? Confira neste artigo.

Os novos desafios no setor do transporte

Um setor que enfrenta várias mudanças…

Num sistema altamente competitivo, em que os consumidores são sempre exigentes, o operador 3PL é obrigado a lidar com a multiplicação de entregas, com pontos de partida e de finalização comuns e aumentar as distâncias e os tempos de viagem. Para cumprir esses compromissos, as entregas são geralmente feitas, mesmo quando os camiões não estão carregados na totalidade. 

Adaptação obrigatória às restrições económicas e ecológicas

Esta situação exige repensar na organização do território e nos fluxos logísticos para obter um transporte mais económico e ecológico. É importante superar as restrições de confidencialidade dos fabricantes e transportadoras para ter sucesso no desenvolvimento de uma dinâmica territorial mais eficiente. 

Ao aumentar a taxa de ocupação dos camiões e limitando retornos vazios, os profissionais da supply chain poderão reduzir custos de transporte e indiretamente combater a saturação das rodovias, além de limitar os custos de manutenção da infraestrutura pública. 

Do ponto de vista ambiental, motoristas ecologicamente formados, a adoção do transporte multimodal e veículos elétricos ou a gás natural, permitem aos transportadores reduzir a sua pegada de carbono. Além disso, devido às crescentes restrições de entrada nos centros das cidades, os operadores logísticos começam a armazenar as suas mercadorias em armazéns longe de áreas urbanas, trocando as suas entregas por veículos elétricos. 

A solução: transportes partilhados

A partilha de transporte é uma solução relevante para controlar os custos de transporte e minimizar a pegada ambiental dos agentes da cadeia logística. 

Características do transporte partilhado 

Ao gerir a relação entre fornecedores e comerciantes e o diálogo entre vários fabricantes, a partilha de transporte permite: 

  • Acelerar frequências de entrega.
  • Garantir uma melhor disponibilidade dos produtos na loja.
  • Reduzir stock nos pontos de venda.

As vantagens do GPA e Pooling

A integração da Gestão Partilhada de Aprovisionamentos (GPA), ou pooling pode ser implementada em vários níveis: 

  • Nas operações de transporte: trata-se de reunir os produtos de vários fabricantes num único camião para envio ao mesmo distribuidor.

  • Upstream: a partilha pode ser uma boa maneira de agrupar pedidos de diferentes fornecedores. 

Além da lógica do transporte partilhado, o objetivo é partilhar recursos, desde o momento em que os pedidos são efetuados. 

Unir as várias marcas: múltiplos desafios

Longe de ser um conceito revolucionário, a partilha de transporte é uma preocupação real para a supply chain. Apesar de ser uma ótima oportunidade para soluções 3PL, está repleta de obstáculos que devem ser ultrapassados. 

Gestão de vários intervenientes

A partilha de transporte é uma ótima oportunidade para os 3PL desenvolverem uma oferta específica destinada a empresas industriais de média dimensão e sem recursos individuais para desenvolver tais projetos. Nesse caso, o fornecedor logístico desempenha um papel essencial, que ultrapassa em muito a sua posição numa organização tradicional. 

Avaliação de conflitos

Os procedimentos da supply chain que envolvem vários intervenientes, exigem que o 3PL se adapte aos vários modelos de operação dos seus clientes, Sem mencionar as restrições de confidencialidade impostas pelos fabricantes, às quais devem ser capazes de gerir. 

Apesar destas dificuldades, a economia do transporte é predominante e os profissionais estão cada vez mais inclinados a adotar novas estratégias. A implementação de uma plataforma partilhada da FM Logistics entre a Petit Navire e Europe Snacks é um exemplo de sucesso desta estratégia. 

Integrar restrições relacionadas com o tipo de produtos

Alguns produtos devem ser transportados exclusivamente com outros produtos semelhantes. Por exemplo, spray para o cabelo deve ser transportado exclusivamente com outros sprays de aerossol. Tais considerações devem ser tomadas em conta no momento da partilha de transporte. 

Desafia o paradigma de custos

O modelo pode ser um pouco dispendioso. O 3PL que investe em pooling deve poder contar com um número suficiente de clientes de forma a tornar o processo lucrativo. A distribuição em massa é o primeiro alvo do processo. 

A partilha de transporte é um grande passo na logística da Supply Chain. Por um lado, é impossível trabalhar sem camiões, especialmente ao fazer entregas nas cidades. Por outro lado, os custos imputados e as restrições regulamentares – portagens, taxas, standards de emissão de gases, efeitos de estufa, etc., – pesam cada vez mais na logística. Como consequência, a sobrevivência dos 3PLs pode depender da sua capacidade de oferecer esse tipo de serviço.  

Deseja saber mais sobre GPA (Gestão Partilhada de Aprovisionamentos) e pooling? Saiba mais sobre a solução Generix Collaborative Replenishment